" />

Marketing Digital e Arbitragem - Solucoes Extrajudiciais ( Lei Federal 9.307/96 - art.: 18) 

BUSINESS CENTER

Midia Page

Voce e parte da solucao de seu litigio

Posted on May 14, 2012 at 10:50 AM
Você é parte da solução de seu litígio e pode ser resolvido sem que haja processos judiciais, usando somente a mediação, excluindo assim, as custas judiciais e advocatícias, pagando somente as custas diretas e indiretas das Camaras ou Tribunais Arbitrais.

Em conformidade com a tendência mundial de legitimação dos diferentes métodos de resolução de conflitos as Camaras ou Tribunais de mediação de conflitos, tendo por finalidade oferecer a advogados e outros, assim como aos diferentes atores do processo e a sociedade em geral, a possibilidade de compor eventuais conflitos que surjam no exercício de suas funções, por meio do diálogo.

Segundo a definição, a mediação, diferentemente da conciliação, consiste em uma dinâmica de negociação assistida, na qual o mediador, terceiro imparcial e sem poder decisório, auxilia as pessoas em conflitos a estabelecerem ou resgatarem no diálogo, a refletirem sobre seus reias interesses e identificarem, em participação, alternativas de benefícios mútuos, que contemplem suas necessidades e possibilidades, sempre com uma visão prospectiva. Tem por principio fundamental a autonomia da vontade, devendo também observar a confidencialidade, a oralidade e a informalidade.

Salienta, ainda, que a confidencialidade da mediação se estende a todas informações geradas ao longo do procedimento, cujo o teor não poderá ser utilizado para fins diversos daquele que ficar previsto por expressa deliberação das partes. “em virtude do dever de sigilo, inerente a sua função, o mediador e sua equipe não poderão, sob qualquer hipótese, divulgar ou depor acerca de fatos ou elementos oriundos da mediação. É cabível a mediação, independentemente da existência ou não de processo judicial em curso, na situações em que a lei admita a negociação diretas entre os interessados, a composição alcançada na mediação poderá abranger a totalidade ou não das questões controvertidas “ diz a definição.

A proposta da mediação e de devolver às pessoas envolvidas na situação controvertidas a liberdade, a responsabilidade e a dignidade de, em igualdade de condições com o outro, resolverem seus próprios conflitos de interesses, motivo pelo qual se apresenta como alternativa a comissão, pelas partes, de seu poder decisório a autoridade externa. Em virtude de a mediação ser um instrumento pautado pela não-adversariedade, tem o condão de proporcionar a redução de desgaste emocional normalmente experimentado pelas partes em um processo litigioso e, consequentemente, de preservar a integridade psicoemocional das pessoas em conflito. Mantém a questão em âmbito privado e por esta razão, tutela do direito dos interessados a intimidade e privacidade.

Na expectativa de difundir a pratica da mediação e possibilitar os conflitos seja resolvido em tempo e satisfatório, garantindo, sempre que possível, a preservação da relação social subjacente da Camara ou Tribunal de mediação de conflitos.

Categories: Arbitragem

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments